Fábrica de Meias Filhinha

Category: Memória Comercial Comments: Não há comentários

Prédio da fábrica na Rua Floriano Peixoto

A Companhia de Tecidos de Malha Filhinha foi fundada em 1906 por João Ferraz que homenageou sua filha Isolina. Esta indústria foi depois vendida para o grego Eustáquio Patonas, posteriormente para Wadi Pedro & Irmãos e também pertenceu a Societé Financière de São Paulo funcionando até a década de 1930. A fábrica manufaturava tecidos de malha de toda espécie e também camisas de algodão, entretanto sua principal atividade era a produção de meias cujo destino era principalmente o Rio de Janeiro. Contou a indústria com aproximadamente 180 empregados, entre homens, mulheres e crianças que operavam máquinas de procedência alemã e manuseavam algodão importado. Durante certo período teve como mecânico-chefe o alemão Augusto Fritz. O prédio que abrigava a fábrica ficava na Vila Mariana, denominação dada a todas as ruas acima da linha do trem, mais exatamente na Rua Floriano Peixoto. O mesmo edifício serviu depois a Prefeitura Municipal, ao Colégio Rezende e atualmente o terreno abrange parte do Bar da Villa.

Operários da Fábrica de Meias Filhinha

Deixe um comentário

Você pode utilizar os seguintes atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>